A primeira fase de construção do aldeamento da Cooperativa Habitacional “O Nosso Zimbo” no Namibe foi inaugurada no dia 21 de Agosto do passado ano de 2017.

Localizada na Praia Amélia, cidade do Namibe, o empreendimento visa garantir moradias condignas para os profissionais do sector das finanças na província. Na ocasião, o Ministro das Finanças, Archer Mangueira, a quem coube o corte da fita, referiu que a construção do aldeamento representa uma forma de valorizar o capital humano do sector, garantindo condições de habitabilidade.

“Nós defendemos que a responsabilidade social deve acompanhar as acções inscritas nos nossos programas, e é nesse âmbito que se inserem os programas da Cooperativa. Além da construção dos aldeamentos fazemos questão de apoiar, incentivar e validar tais iniciativas e defendemos sempre o investimento no homem, porque sem este investimento não é possível concretizar qualquer que seja a acção inscrita nos nossos programas”, salientou o Ministro das Finanças, durante o acto.

O aldeamento da Praia Amélia, cujas obras de construção tiveram início em 2013, conta com uma área de 7,6 hectares construídas de raiz, que incluem estradas, rede de abastecimento de água, electricidade, telecomunicações, estação de tratamento de águas residuais,  vai albergar 126 casas sendo 51 na tipologia T3 e 75 na tipologia T4, nesta primeira fase.

Com duração de 24 meses, a empreitada de construção das 126 casas foi construída pela empresa Omatapalo com a fiscalização da Africonsult.

Segundo o Presidente da Direcção Executiva da Cooperativa, Emanuel Buchartts, o projecto contempla também, infra-estruturas técnicas e equipamentos sociais, que serão executados de forma faseada, numa área total de dezoito hectares. “Com este número de casas estamos a contribuir, de forma modesta, para o aumento da oferta de habitações, no âmbito, do Programa Nacional do Urbanismo e Habitação”, frisou.

O Programa Habitacional da Cooperativa prevê, numa 1ª fase, a construção de 3.355 habitações, nas 18 Províncias do País, para um universo de 3.918 cooperados inscritos, 116 dos quais da província do Namibe.

Neto Joaquim, actualmente Secretário-geral do Ministério das Finanças, na altura Delegado Provincial de Finanças do Namibe, realçou que o projecto constitui um ganho não apenas para a Cooperativa e o Ministério das Finanças, mas também para a província, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento urbanístico da cidade.

Durante a cerimónia, Neto Joaquim afirmou que “o aldeamento vai naturalmente melhorar o bem-estar e a qualidade de vida dos cooperados e representa um factor motivacional importante para o aumento da produtividade e busca pela  excelência na prestação de serviços ao público.”

Quanto ao critério de distribuição, no Namibe as casas foram construídas em função dos cooperados inscritos, ao passo que na província de Luanda a prioridade será dada aos  primeiros a  aderiram ao projecto e que têm vindo a cumprir com as obrigações de Cooperado. 

O Nosso Zimbo – Sociedade Cooperativa de Habitação, foi criada, a 30 de Julho de 2010, por funcionários das FINANÇAS, com o objectivo social de promover a construção ou a aquisição de bens imóveis para seus cooperados, com iniciativas nos domínios social e cultural.

 

Veja as imagens a seguir: